• Contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do País na área da ciência isotópica forense;

• Promover pesquisas sobre metodologias analíticas e interpretações de resultados de razão isotópica com aplicações em ciências forenses no Brasil;

• Conscientizar peritos oficiais de natureza criminal, magistrados, membros do Ministério Público, advogados, policiais, servidores públicos de órgãos de fiscalização e controle, pesquisadores, acadêmicos e demais profissionais sobre as potencialidades do uso das análises de razão isotópica nas ciências forenses.